Roupas de ciclismo

Categoria: Arquivo Roupas
Tag:
Condividi:

Shorts

No ciclismo uma das partes do corpo mais estressadas é a virilha, e isso torna imprescindível o uso de shorts adequados ao subir na bicicleta. Esses shorts são dotados de um acolchoamento especial, denominado pad , que serve para proteger a região perineal e isquiática do ciclista; normalmente a almofada é feita de materiais especiais, como géis ou espumas sintéticas. Por exemplo, o Poron é muito apreciado pelos profissionais e por quem passa muito tempo andando de bicicleta, um material ( poliuretano microcelular ) muito resistente a impactos e também utilizado na proteção de jogadores de rugby e em outros esportes de contato. A proteção em contacto com o selim é essencial para proteger a saúde do ciclista, mas também é importante no que diz respeito ao seu desempenho. Na verdade, quando você sente desconforto, desconforto ou dor, seus movimentos tendem a ficar desordenados e exigem maior consumo de energia e desperdício de força. Existem shorts para ciclistas de diversos modelos, comprimentos e adequados para ciclistas de ambos os sexos. Além disso, estas peças de vestuário são confeccionadas especificamente para as diferentes modalidades: ciclismo de estrada, mountain bike, prática amadora, etc. A escolha dos calções mais adequados às suas necessidades também deve ser baseada no conforto e no grau de proteção exigido. É sempre uma boa ideia escolher shorts com excelente respirabilidade, que permitem a saída do suor e assim evitam a formação de maus odores e irritações na pele. Por exemplo, algumas microfibras especiais contendo prata, substância com ação antibacteriana que melhora o conforto da pele, são excelentes. O fundo da caixa, por razões óbvias, também deve estar livre de costuras ou dobras.

Camisas técnicas

As camisas utilizadas no ciclismo são confeccionadas em material leve e respirável, e ficam bem justas ao corpo; existem camisetas de manga comprida ou curta. Entre os materiais técnicos mais utilizados está a Lycra, que garante respirabilidade e elasticidade à camisa; O algodão deve ser evitado porque tende a absorver o suor e permanecer molhado por muito tempo. É importante que a camisa de ciclismo se ajuste perfeitamente ao corpo; dependendo da estação, pode-se usar outra peça de roupa térmica (por exemplo lã) ou um casaco por cima da camisa para se proteger do vento. Quando está frio é importante preferir roupas "cebola", compostas por várias camadas sobrepostas: aliás, vale a regra de que é sempre melhor modular o que se veste em muitas camadas, do que recorrer a uma única camisa muito pesada . Por baixo da camisa técnica é aconselhável usar sempre um top ou regata de material respirável, que permite que a pele fique sempre seca mesmo quando você transpira muito. Isto é obviamente indispensável, principalmente na hora de enfrentar descidas, que podem “congelar” o suor das costas do ciclista e expô-lo a dores ou indisposições nos dias seguintes. Além disso, quando está frio, deve-se prestar especial atenção às juntas entre uma peça de roupa e outra, especialmente no pescoço, pulsos ou tornozelos. As pequenas correntes de ar sentidas nestas zonas cruciais podem, de facto, ser muito incómodas e prejudicar o conforto do vestuário técnico usado.

Luvas

As luvas são acessórios essenciais para o ciclista e principalmente para quem se dedica ao mountain bike ou cross-country. No inverno são usadas luvas térmicas, geralmente de neoprene, que mantêm o calor no interior, mas não impedem a respiração da pele. No verão você pode usar luvas completas e leves ou meias luvas que deixam os dedos expostos. Independentemente do formato das luvas, elas devem ter uma boa aderência ao guidão e garantir a máxima sensibilidade mesmo em caso de chuva. Além disso, o uso de luvas oferece proteção extra para as mãos em caso de queda, sem esquecer que também podem ser utilizadas para limpar o suor do rosto de vez em quando. Luvas de ciclismo de boa qualidade também são equipadas com um encaixe macio na palma da mão, que permite amortecer as vibrações transmitidas pelo guidão. Graças às luvas também é possível evitar a formação de calosidades desagradáveis na palma da mão.

Sapato

Embora os tênis comuns possam ser adequados para ciclistas iniciantes, desde que tenham uma sola bastante rígida, calçados adequados são essenciais para quem pratica o ciclismo como esporte. Os calçados para ciclismo de estrada são baixos, feitos com materiais muito leves e equipados com pedaleira. Graças a este sistema é possível pedalar de forma harmoniosa (ou "redonda", como se diz no jargão), transmitindo de forma ideal a força dos músculos aos pedais. Em caso de queda ou emergência, este sistema de fixação foi concebido para se libertar rapidamente. Os calçados utilizados para mountain bike e ciclismo off-road são mais rígidos e pesados, e geralmente possuem gola alta que protege o pé em caso de queda. Ainda mais agressivos são os calçados feitos para quem pratica ciclocross, rígidos e dotados de uma boa banda de rodagem que permite, se necessário, descer da bicicleta e correr. Os calçados devem ser confeccionados com materiais respiráveis e, ao mesmo tempo, proteger do frio (no inverno) e da chuva (em todas as estações). Os fechos de renda foram agora praticamente substituídos por sistemas de fecho mais precisos como, por exemplo, o velcro ou o fecho de catraca micrométrico (baseado em alavancas de catraca). Principalmente quando está frio, as capas de neoprene para usar por cima do calçado são muito úteis e permitem um melhor conforto térmico mesmo em baixas temperaturas (0-10°C).

Capacete e capas

Ao andar de bicicleta é imprescindível usar um capacete que proteja a cabeça em caso de quedas acidentais. No mercado é possível encontrar diversos modelos de capacetes para ciclistas, adequados para diversas disciplinas. Para quem pratica ciclismo de estrada, os capacetes são confeccionados com materiais muito leves e possuem um formato "faixa" distintamente aerodinâmico que também permite uma ótima respirabilidade. Para modalidades como mountain bike ou cross-country, existem capacetes específicos, mais robustos e envolventes, que muitas vezes são equipados com protetor de queixo e viseira. Mesmo que os dias pareçam lindos e ensolarados, ao pedalar é sempre bom levar uma capa para se proteger da chuva. Estas capas são leves e facilmente dobráveis, pelo que o seu volume é mínimo, mas a sua utilidade é indiscutível não só quando chove mas também quando se tem que enfrentar descidas. Excelentes tecidos para capas são, por exemplo:

  • Gore-tex® : material impermeável à água, mas que permite a respiração da pele e evita a formação de condensação;
  • Windtex : é uma membrana termorreguladora particular que mantém o microclima ideal entre a pele e o tecido;
  • Membranas Respira : tecido à prova de vento que permite a respiração da pele;
  • Windstopper : membranas que oferecem proteção contra o vento e ao mesmo tempo permitem a máxima respirabilidade. Eles são especialmente úteis quando está frio.

Preços de roupas de ciclismo

A faixa de preço das roupas de ciclismo é bastante ampla, já que no mercado você encontra desde produtos de baixo custo (excelentes para amadores ou ciclistas ocasionais) até produtos mais técnicos para profissionais. Aqui estão, de forma geral, os preços que você deve levar em consideração na compra de roupas e acessórios de ciclismo:

  • calções : os preços dos calções de boa qualidade e devidamente acolchoados começam nos 25-30 euros, até cerca de 60-80;
  • camisas técnicas : o custo mínimo de uma camisa bem feita ronda os 50 euros, podendo facilmente ultrapassar os 100 na compra de camisas de marcas famosas ou de elevado conteúdo técnico;
  • luvas : um par de luvas leves de verão normalmente não custa mais do que 15-25 euros. O caso dos de inverno é diferente, cujos preços podem atingir os 50-60 euros;
  • sapatos : são acessórios decididamente caros, principalmente se forem de nível médio-alto. Para um bom par de sapatos é necessário ter em conta um gasto de pelo menos 80-120 euros, enquanto para modelos dedicados a profissionais não é incomum que os preços ultrapassem bem os 250-300 euros;
  • capacete : um modelo básico não custa mais de 30-50 euros, enquanto os destinados a profissionais têm preços muito mais elevados (até 120-160 euros);
  • capas : para adquirir este acessório normalmente não gasta mais de 15-35 euros.
Publicato: 2012-02-25Da: Redazione

Potrebbe interessarti

Sistema antifurto sem fio no kit: como escolher

Quase todos os roubos ocorrem quando não há ninguém em casa, e nos últimos anos os roubos a residências aumentaram, tanto que segundo algumas estimativas foram roubados bens no valor de cerca de 40 milhões de euros, praticamente um roubo a cada 2 minutos. Por esta razão pode ser interessante equipar-se com um kit anti-roubo wireless, um sistema de baixo custo que pode ajudá-lo a tornar a sua casa à prova de ladrões.

2021-09-26Redazione

Alarme residencial: como escolher e instalar

O alarme anti-roubo residencial é um produto tecnológico que exige muito cuidado na sua escolha, pois é a ele que confiamos a nossa tranquilidade quando estamos no apartamento e principalmente quando saímos. Entre sistemas perimetrais, sensores volumétricos, tecnologias infravermelhas, microondas e rádio, a escolha muitas vezes é muito complicada, aqui está um guia que o ajudará a esclarecer.

2021-09-01Redazione
Migliori cover Samsung S9

Melhores capas para Samsung Galaxy S9

Quando você compra um smartphone do calibre do Samsung Galaxy S9 você não pode simplesmente esperar não arranhá-lo ou estragá-lo: torna-se necessário comprar uma capa que funcione como proteção, mas que também seja capaz de melhorar a aparência estética e a funcionalidade do telefone.

2018-05-24Redazione
Migliori cover iphone x

Melhores capas para iPhone X

O Iphone Dado o seu custo considerável, é altamente recomendável utilizar uma capa que proteja o smartphone preservando ao mesmo tempo a sua integridade e funcionalidade. E são tantas as capas desenhadas e criadas especificamente para o iPhone X: vamos ver quais são as melhores.

2018-01-17Redazione