Cadeiras de jardim

Sedie da giardino
Categoria: Arquivo Jardinagem
Rótulo:
Compartilhar:

Características

As cadeiras de jardim podem ser muito semelhantes, em alguns casos, às cadeiras normalmente utilizadas em ambientes domésticos. No entanto, estando expostos ao sol, à humidade nocturna, ao vento e talvez até à chuva, estes acessórios de decoração são feitos de materiais resistentes e duradouros. Outro aspecto muito importante das cadeiras de jardim é representado pelo seu design, que deve ser escolhido de acordo com o estilo do espaço verde e outros acessórios de decoração que já possam estar presentes no exterior, como sofás ou mesas. Uma área dedicada aos momentos livres no jardim deve ser acolhedora e bonita, por isso pode encontrar no mercado cadeiras muito diferentes: aliás, pode ir desde cadeiras inteiramente em madeira, com um aspecto rústico mas elegante , até às clássicas cadeiras de ferro forjado, passando também por cadeiras de design moderno ou mais clássico. Por último, mas não menos importante, está o fator conveniência. Para que a sua estadia no jardim seja agradável, as cadeiras devem ser cómodas e confortáveis, e este aspecto certamente não pode ser sacrificado em prol da estética.

Materiais

Nas cadeiras de jardim, de longe o material mais utilizado é a madeira, da qual existem muitos tipos diferentes, cada um com as suas características distintas. Entre os tipos de madeira mais utilizados na construção destes acessórios de decoração estão:

  • Teca : é uma madeira dura e muito resistente que vem da Ásia e, em particular, da Birmânia e da Indonésia. A teca birmanesa é geralmente de qualidade superior à teca indonésia, uma vez que provém de florestas naturais sujeitas a corte controlado. Já o indonésio é obtido a partir de culturas em que o crescimento é muitas vezes acelerado à força e, portanto, as fibras da madeira são menos compactas e resistentes.
  • Acácia e eucalipto : estão entre as madeiras mais baratas, mas é preciso lembrar que são materiais bastante macios e que se danificam irremediavelmente ao primeiro arranhão. Além disso, não são muito resistentes aos agentes atmosféricos, pelo que a sua utilização deve ser limitada a alpendres ou, em qualquer caso, a zonas bem protegidas da chuva.
  • Kerouing e balau : essas variedades de madeira também são de origem asiática. Geralmente são materiais resistentes e de boa qualidade, principalmente os lixados; tendo relativamente pouco medo dos agentes atmosféricos, acima de tudo o balau também pode ser usado com segurança no exterior.
  • Ferro : as cadeiras de jardim feitas com este material geralmente apresentam linhas essenciais e muito simples, com exceção daquelas com decorações artísticas em ferro forjado.

Todas essas cadeiras devem ser equipadas com almofadas para torná-las mais confortáveis; enquanto em alguns casos as almofadas são vendidas junto com as cadeiras, em outros é necessário adquiri-las separadamente, obviamente tentando escolher modelos homogêneos em cor e estilo.

Cadeiras de balanço

Entre as cadeiras destinadas ao mobiliário de jardim existe uma categoria muito particular e sempre apreciada: as cadeiras de balanço. Estas cadeiras em particular representam, no imaginário colectivo, um daqueles acessórios de decoração que não podem faltar nas casas de campo e dos quais gostamos porque talvez tenham pertencido a um dos nossos avós. Embora sejam muitas vezes consideradas “símbolos” do passado, na realidade as cadeiras de balanço ainda hoje são muito procuradas no mercado. Não são necessários grandes espaços para colocar uma cadeira de balanço, mas o resultado é sem dúvida impressionante: além de bonitas de se ver, as cadeiras de balanço são obviamente também muito confortáveis e representam o local ideal para descansar, talvez lendo um livro ou ouvindo De musica. As cadeiras de balanço para jardim devem ser equipadas com uma almofada especial que cubra tanto o encosto como o assento e que permita deitar-se confortavelmente. A maioria das cadeiras de balanço comercializadas hoje modelam fielmente as do passado, sendo construídas em madeira ou vime; para quem tem gostos mais modernos, porém, também não faltam alternativas em alumínio ou outros materiais. Uma curiosidade: segundo a tradição, a invenção da cadeira de balanço é atribuída ao cientista e político norte-americano Benjamin Franklin, mesmo que não haja evidências certas que sustentem esta tese. Estas cadeiras apareceram pela primeira vez no século 19 nos Estados Unidos e desde então se espalharam por todo o mundo.

Limpe e guarde durante o inverno

As cadeiras de jardim, expostas aos agentes atmosféricos, são muitas vezes consideradas acessórios de mobiliário "temporários", que mais cedo ou mais tarde terão de ser substituídos. No entanto, existem várias formas de prolongar a sua vida ao longo dos anos e, em particular, é aconselhável realizar periodicamente tratamentos com óleos especiais impregnantes e protetores. As cadeiras de jardim, tal como o resto do mobiliário, devem ser protegidas ao máximo da chuva, por exemplo com folhas de plástico, e no inverno devem ser guardadas em local protegido. Uma adega ou garagem é o local ideal, desde que não seja excessivamente húmido. Não é absolutamente recomendado deixar as cadeiras no exterior cobrindo-as com uma folha de plástico até à primavera seguinte, pois é fácil que a madeira seja afectada por fungos e bolores que se desenvolvem devido à formação de condensação. Todas estas sugestões, obviamente, só são válidas se forem adquiridas cadeiras de jardim de boa qualidade, prerrogativa essencial para a sua durabilidade nos próximos anos. No que diz respeito ao ferro, porém, a questão é um pouco menos complexa. Na verdade, o ferro, se tratado adequadamente com tintas antiferrugem, é um material muito resistente ao longo do tempo que não causa problemas de mofo ou maus odores. Outra vantagem das cadeiras de ferro é que, se desejar, é possível repintá-las, alterando assim o design do mobiliário de exterior de uma forma muito simples e económica.

Publicados: 2012-07-06De: Redazione

Você pode gostar

Navegando pelo seguro de motocicleta: um guia completo para cobertura, termos e escolha das melhores opções

Este artigo explora várias facetas do seguro de motocicleta, incluindo tipos de cobertura, características principais, diferenças geográficas de preços e documentos essenciais necessários. Ele também oferece uma comparação detalhada das ofertas do mercado para garantir que os passageiros escolham os melhores e mais econômicos planos de seguro.

2024-06-19Redazione

Navegando no complexo mundo do seguro automóvel: um guia completo

Este artigo explora os meandros do seguro automóvel, abrangendo vários tipos de opções de cobertura, garantias adicionais e a documentação necessária. Também oferece uma análise comparativa das melhores ofertas do mercado por região, ajudando os leitores a tomar decisões informadas e sem surpresas.

2024-06-19Redazione

Explorando a dinâmica do aluguel de motocicletas: opções, documentação e melhores ofertas

Este artigo investiga o mundo do aluguel de motocicletas, cobrindo várias durações e opções de aluguel, juntamente com documentação essencial e armadilhas comuns. Também compara negócios de mercado, enfatizando escolhas seguras e com boa relação custo-benefício em diferentes áreas geográficas.

2024-06-19Redazione

Os meandros do aluguel de automóveis: estratégias para cada necessidade

Este artigo explora o setor de aluguel de automóveis, detalhando diferentes opções de aluguel, como planos de aluguel de longo prazo, curto prazo e diários. Aborda desafios comuns, documentação necessária e oferece uma análise comparativa das ofertas de mercado para ajudar os consumidores a fazer escolhas de aluguer informadas e seguras.

2024-06-19Redazione